Aqui tem muita história pra contar!

A bicicleta nos proporciona aventuras e experiências que renovam as energias. Aquele vento no rosto quando a gente está pedalando, por exemplo, não tem preço! É uma sensação única e que você só vai saber o que estou dizendo quando subir numa bike e seguir numa rota (pré-definida ou sem rumo!).

Por isso, para começar esta seção e te inspirar, eu escolhi o caminho de Santiago de Compostela, na Espanha. Acho que foi uma das viagens mais emblemáticas que eu já fiz, justamente por causa da minha ascendência espanhola. Meu pai era catalão, nascido em uma aldeia chamada Maçanet de Cabrenys, região situada nos Pirineus (cordilheira que forma uma barreira natural entre a França e a Espanha).

Nesse lugar, a rota mais conhecida e comercial é chamada de Caminho Francês. Ela tem início em Saint Jean Pied de Port, na França, e termina em Santiago de Compostela. São 788 km pela trilha onde os próprios peregrinos andam, ou seja, o caminho pode ser feito a pé, de bicicleta ou a cavalo.

Opções para hospedagem não faltam e são bem baratas. Tem desde albergues públicos e privados até os chamados hostais (estão na mesma categoria das pensões), além dos hotéis 5 estrelas. Mas os peregrinos que fazem o caminho a pé têm prioridade de hospedagem, ok?

Então, meu conselho é que você escolha os albergues que têm o selo “BIKELINE” ou “BICIGRINO”. Essa dica facilita bastante a vida do ciclista, até porque  esses albergues são “bike friendly” (aceitam bicicleta) e proporcionam lugares para guardar a magrela com segurança. Ah, e o mais importante é que todos aceitam reserva. Desta maneira você pode pedalar tranquilo que terá sempre um cantinho para descansar quando chegar.

No nosso próximo papo eu vou falar mais detalhes deste roteiro e compartilhar detalhes da viagem.

Preparados para o embarque?

Um abraço!

Passeios noturnos, trilhas, provas

Passeios noturnos, trilhas, provas

Aqui tem muita história pra contar!

Vida & Saúde

Mais novo

There is one comment

Publique um comentário